Blog Grátis, Blog Pago… Qual a Melhor Opção?

Blog Grátis, Blog Pago… Qual a Melhor Opção?

Dizem que “de graça, até injeção na testa”. Mas alguém acredita mesmo que, num serviço totalmente gratuito, a qualidade seja comparável – ou ao menos similar – a de um serviço pago? É claro que não! Então, antes de começar a criar blogs, deve-se ter em conta diversos fatores. Eles determinarão se você pode contar apenas com uma ferramenta grátis para criar seu blog, ou se suas necessidade vão além.

Opção de Blog Grátis

Serviços gratuitos sempre existiram, e provavelmente sempre existirão – na verdade, é óbvio que nada têm de gratuitos, pois bancam seu custos com exibição de propaganda e divulgação de serviços diversos, ou da própria marca. No entanto, é preciso ter consciência de que, ao utilizar algo sem pagar, você não terá qualquer direito a fazer reclamações, pedidos e até mesmo a ter acesso aos conteúdos que venha a criar. Isto para não contar que, num caso extremo, poderá perder meses de trabalho em um piscar de olhos – basta que o servidor grátis, por exemplo, resolva fechar as portas, sem aviso prévio, levando suas preciosas publicações…

Para iniciar e manter um blog, vários serviços podem (ou não) ser pagos:

Domínio

O domínio, para os leigos, é o endereço do seu futuro blog – aquela coisa formada geralmente por www.nomedoseublog.com ou www.nomedoseublog.com.br, entre outras variações. Se estiver usando um serviço de blog grátis, você poderá ter um domínio automaticamente. O WordPress gratuito, por exemplo, oferece blogs com a extensão wordpress.com; o Blogger, usa o blogspot.com. Cada plataforma tem seu próprio domínio, e usando as gratuitas, você terá obrigatoriamente que usar estes domínios também.

Ou seja, o endereço de seu blog não será www.nomedoseublog.com.br (ou similar), e sim algo como nomedoseublog.blogspot.com (Blogger) ou nomedoseublog.wordpress.com (WordPress gratuito) ou nomedoseublog.tumblr.com (Tumblr). Isto pode ser um inconveniente caso você queira algo mais personalizado, ou mais próximo do padrão .com.br.

Neste caso, você terá que adquirir um domínio pago (isto se a plataforma der suporte a domínios pagos). O custo gira em torno de R$25,00.

Vale notar também que ter um domínio próprio, pago, eleva a credibilidade do blog, já que diariamente são criados milhares de blogs que não passam de testes ou pior: blogs de spam ou conteúdos inapropriados, que sempre usam domínios grátis. Nesse caso, mesmo que seu blog seja excelente, fica prejudicado pela “má-companhia”, reduzindo a relevância dele perante motores de busca e na blogosfera de modo geral.

Hospedagem

A hospedagem é o “lugar” onde os arquivos de seu blog ficarão armazenados, e de onde serão acessados por seus visitantes – ou seja, compreende o armazenamento e acesso dos arquivos. Ferramentas gratuitas, claro, não cobram nada pela hospedagem, mas colocam algumas limitações – nada muito diferente de hospedagens pagas de baixo custo; além de oferecer menos recursos de forma geral.

A Melhor Opção de blog gratis

Que legal, então não preciso gastar com hospedagem também“. Sim, desde que seus projetos não sejam de grande importância. Isto porque, confiando seus conteúdos a um servidor gratuito, você poderá não ter acesso a alguns deles, ou até perdê-los. Suponhamos que seu blog com mais de mil posts caia na “malha fina” e seja identificado erroneamente como blog de pirataria. O que pode acontecer é o banimento do seu precioso blog, e para recuperar tudo, pode ser bem complicado… Além disso, alguns tipos de arquivo podem não ser aceitos em certas plataformas gratuitas, o que não acontece em hospedagens pagas.

Além disso tudo, está o fator largura de banda, que nada mais é senão o quanto seu blog poderá transmitir de dados mensalmente para os visitantes. O wordpress.com, blogspot, Tumblr, entre outros, não costumam apresentar problemas, mas no caso de hospedagens próprias de baixíssimo custo, o risco de ficar na mão é real. Então, é bom pagar um pouquinho a mais, e procurar empresas que outros usuários tenham recomendado.

Melhorias (Temas, Plugins)

O wordpress e blogspot oferecem temas e plugins gratuitos, mas em quantidade reduzida em relação às opções pagas. O WordPress, por exemplo, conta com uma galeria de temas na ordem da centena, contra milhares no WordPress pago. Com os plugins não é diferente. É de se esperar que, naturalmente, pagando, tenha-se bem mais opções do que na versão grátis.

Manutenção

Outros gastos, como manutenção do blog (como fazer se acontecer um bug e você não conseguir resolver de jeito nenhum? Jogar o blog fora e começar outro ou pedir ajuda de um profissional?), podem ocorrer casualmente, mas se você tiver bons conhecimentos de programação de sites e blogs, o que inclui HTML, PHP, Javascript, etc, estes custos podem ser muito reduzidos ou zero.

Falando de dinheiro, estes são os principais gastos que você pode ter se escolher serviços pagos ou grátis.

Mas Qual Escolher, Afinal?

Como disse, isso vai depender do que você quer para seu blog. Que tipo de pretensões tem sobre o futuro dele? Ser um pro, com milhares de visitas diárias, ganhando dinheiro e vendendo produtos e serviços, ou só passar o tempo, escrevendo por diversão, sem nenhum compromisso? Dificilmente alguém quer gastar com algo que não tem futuro ou que é só “lazer”, ainda mais se houver uma opção grátis, mesmo que de qualidade duvidosa.

Lembre-se que grande projetos começaram com pretensões bastante modestas. De repente, o blog que você fez para compartilhar informações com um grupo de amigos, cai no gosto de muita gente e logo você se vê diante de muito mais visitas do que estava estruturado  para ter – e começam os problemas com servidor, blog fora do ar, spam às centenas… Aí, uma ferramenta grátis certamente não será o suficiente.

Se você ao menos quer ter um blog respeitável, com sólidas perspectivas de crescimento, e principalmente, se já tem alguma experiência com blogs, a melhor opção é usar ferramentas pagas – elas lhe darão toda a segurança e conforto que precisa para crescer. Isso, somado à dedicação no trabalho e no contante aprendizado, poderá levar seu blog às alturas.

Se por outro lado, está em sua primeira investida no campo, tem pouquíssima experiência no assunto e na informática de modo geral, se o blog não é tão importante (você não teria um grande problema se perdesse o blog de repente), então a gratuidade pode ajudar com o aprendizado que você precisa para, num futuro breve, partir para planos maiores.

Como usuário de WordPress, sempre vou recomendar esta plataforma como a melhor para criar seu blog, seja ele gratuito ou pago. Para saber um pouco mais sobre o assunto, recomendo que leia meu outro artigo, publicado em meu outro blog, o Tutoriart: Diferenças Entre WordPress.com e .Org.

Em breve, vou aprofundar a comparação entre as plataformas de blog por aqui. Por enquanto é isso. Se tiverem opiniões,